Paixão nacional, apreciado por milhares de brasileiros. O mercado da cerveja no País é um gigante, ocupando a terceira posição em volume total de produção mundial. A cadeia produtiva movimenta 74 bilhões de reais respondendo por 1,6% do PIB nacional e 14% da indústria da transformação. Correndo por fora o setor de cervejarias artesanais e premium tem sido os olhos e a boca de muita gente, mas ainda representa cerca de 1% da indústria o que corresponde a um volume de aproximadamente 91 milhões de litros anuais de cervejas artesanais, o nicho que cresce a cada dia mais e gera oportunidades para o empreendedor que se espacializou em preparar a bebida gelada com sabores diferenciados. O ser empreendedor trás hoje a história de amor pela cerveja artesanal que virou um negócio promissor em Campinas. 

 Os dados são de uma pesquisa feita pela fundação Getulio Vargas para a serve Brasil, a associação brasileira da indústria  da cerveja e dão uma pista de quantas oportunidades se escondem uma tulipa de chope gelado. 

Veja na íntegra a Cervejaria CAMPINAS no programa Ser Empreendedor

 A história de amor do cervejeiro Carlos com as cervejas artesanais começou há muito tempo. Formado em química o jovem estudante fez estágio no instituto de tecnologia de alimentos em Campinas e depois passou para o ramo profissional antes de iniciar como um empreendedor.

-> Quero conhecer mais sobre os estilos da CAMPINAS.
-> Conheça nossa Loja Virtual

Estilos de Cerveja Artesanal CAMPINAS

Vamos ao papo com o especialista e empreendedor de cerveja artesanal.

Carlos – de 93 já comecei trabalhar com americanos, ele já produziu algumas cerveja artesanais né, cervejas especiais, vamos dizer a primeira Pale Ale junto com ele na cidade de amparo aqui no estado de São Paulo. Já em 96 eu voltei pra Campinas e já no Alles Bier, era um grupo que fazia parte da cervejaria da Bavária no parque de Curitiba e lá já aí sim, já me abriu um horizonte, o mundo de cervejas artesanais, conheci muitos cervejeiros, ali me apaixonei de fato.

 Ele lembra daquele tempo e o momento em que decidiu ter o seu próprio negócio. 

 Carlos – Ele era acondicionado em tanques de fermentações e maturações só que era uma casa que ela não existe, era fantástica. Ela vendia em torno de quase 60 mil litros de chope no copo por mês. E foi lá no Alles Bier mesmo que eu conheci ex-sócio e a gente teve a ideia de montar a nossa primeira microcervejaria.

 A empresa foi aberta em 2001 na cidade de Piracicaba, mas o campineiro ainda tinha um sonho. 

 Carlos – faltava só realizar uma coisa, volta pra minha terra natal e montar uma cervejaria aqui em Campinas. Cara eu to, extasiado. O meu irmão por incrível que pareça estava se aposentando, ele é administrador e aí ele falou “ ó cara eu vou trabalhar com você, sei que você não vai dar conta disso, como você sabe produção eu venho fazer a administração .” E um sobrinho né, junto com a gente que é o Ladir, que é formado pela Unicamp, ele é bom em logística, bom nessa parte comercial se juntou a gente. 

-> Confira os endereços de nossas Tap Houses.
-> Conheça nossa loja virtual

cerveja artesanal CAMPINAS

 Em Campinas a fábrica começou produzindo oito mil litros por mês e hoje produz em média 25 mil litros da bebida. 

 Carlos – Um ano que a gente está aqui em Campinas, semana passada estávamos em Blumenau participando do bloco, no segundo maior concurso de cerveja artesanais do Brasil e por Deus aí a gente conseguiu ganhar duas medalhas de bronze e trazer pra Campinas então, to muito orgulhoso.

 João Paulo que se aposentou em uma multinacional passou a ter uma nova experiência de ser empreendedor ao administrar uma pequena empresa. 

 João Paulo – eu tenho 40 anos na área financeira, esses 40 anos, 25 anos eu fui executivo financeiro. E naquele momento de me aposentar eu falei aceito o desafio de ser um empreendedor de cerveja artesanal, vamos.

 Ele fala dessa mudança de posição: 

  João Paulo – eu faço tudo né, eu pago, recebo, eu ligo é muito legal.

 Ladir se juntou aos irmãos Colombo, hoje é o diretor comercial responsável pelo marketing, que conta como entrou nessa história. 

 Ladir – Eu tinha férias em 2015 e aí acabei não conseguindo conciliar com as férias da minha esposa então eu fiquei aqui praticamente vários dias, praticamente todas, a gente tava nessa época a gente tava montando a fábrica, trazendo os equipamentos, fazendo a ligação dos tanques, das panelas e todos os equipamentos que tem a fábrica de cerveja né.

 Trabalhando no ramo de logística o engenheiro mecânico resolveu dar uma guinada em sua carreira. 

“A gente precisava de uma história simples, um nome mais simples e algo que tivesse identidade com todos e o principal uma identidade com a cidade”

 Ladir – Eu estava numa fase de ler muito sobre empreendedorismo, segui muitas pessoas ligadas ao empreendedorismo, vários perfis, blog’s e livros, canais no YouTube, enfim, várias fontes de vários personagens do meio e aí ficando cada vez mais com vontade de ter meu próprio negócio. Conversando, chegou uma reunião eu falei ó cara eu imagino a empresa desse jeito daqui a três anos, daqui a seis anos,daqui a nove, doze eu acho que tem que mudar um monte de coisa, não pode manter o mesmo nome, não pode fazer isso, não pode fazer aquilo lá, vamos juntos e aí eles toparam e estamos juntos aí. Conhecia muito bem o modelo de negócio que o Carlão tinha na outra empresa dele na qual ele tinha se desassociado digamos assim, em 2015, entendia que forma como ele estava trazendo o nome pra cá, mantendo o mesmo nome e tudo mas isso não, poderia gerar problemas futuros e muita história pra tentar contar. A gente precisava de uma história simples, um nome mais simples e algo que tivesse identidade com todos e o principal uma identidade com a cidade, por isso o nome da cidade na cervejaria, porque o negócio de cervejaria artesanal ele é regional ele é um nicho, ele não é uma massa. Então como ele é um nicho ele cria essa questão de ser regional, de ser bairrista né.

 O mercado de cervejas artesanais vem registrando um crescimento anual de 30 a 40%, o oposto do que acontece no setor como um todo que em 2016 teve uma retração de 1,8%. A expectativa é que até o final de 2017 sejam pelo menos 500 cervejarias artesanais em todo Brasil.  Um mercado fértil para quem é empreendedor.

cerveja artesanal CAMPINAS

-> Confira os endereços de nossas Tap Houses.
-> Conheça nossa loja virtual

 Carlos, nosso empreendedor de cerveja artesanal é quem fala dessa evolução que acompanhou a exigência do consumidor. 

 Carlos- como eu comecei há muito tempo atrás foi muito difícil para emplacar cervejas artesanais, foi nos últimos cinco anos que devido às informações, devido a praticidade de informações que as pessoas começaram a ver que a qualidade era melhor entendeu ?! Não que uma cerveja comercial seja ruim não é isso é que uma cerveja artesanal é feita com muito mais matéria prima do que eles principalmente o lúpulo. então para pessoas que começam a conhecer a cervejas artesanais eles passam a se apaixonar, por cervejas com bastante malte, encorpadas e por cervejas que tem bastante lúpulo né, amargos acentuados, aromas pronunciantes. Então a transformação vem em virtude disso.

Os investimentos também tiveram que seguir essa tendência. 

 João Paulo  – então o investimento total ele é alto, cada tanque desse aí hoje, montado, com todo o sistema de refrigeração funcionando é algo que nós temos hoje é 8, 10, 14 tanques para quem queria ficar ali no 4, 5 tanques, 14 tanques.

 Inicialmente com foco nas vendas em barril os empresários, com seus espíritos de empreendedor, decidiram ampliar o negócio para a ênfase em garrafa, em uma marca criada por eles para atingir os paladares mais exigentes.

 Ladir – A gente começou a envasar garrafa de cerveja no final de 2016 por volta de novembro, a gente tá meio para lançar meio que oficialmente a marca agora apesar dela já ter entrado em concurso, no concurso brasileiro de cerveja artesanal, ter ganho dois prêmios né. A gente escreveu quatro votos, a gente foi premiado em 2.

 A premiação aconteceu no quinto concurso brasileiro de cerveja realizado no início de 2017. Os planos não param por aí. 

 Ladir – é uma sub marca da nossa empresa né da marca mãe e hoje ela tem quatro estilos, futuramente a gente lança uma segunda marca, com outros estilos, com outras características de escolhas de cerveja.

 Repórter – E isso já está tudo no plano de negócios?

Ladir – “já, já tem um plano de negócios, já tem um nome registrado no INPI, já temos imagens, já temos quais votos, quais estilos vão estar nesse voto e já tem tudo isso programado para o segundo semestre desse ano.””

Cervejaria CAMPINAS – A melhor cerveja artesanal
www.cervejariacampinas.com.br